Tá Contratado – Notícias e Novidades

Litoral norte de SP vive temporada de pinguins; mais de 40 já foram encontrados nas praias


Aparição destes animais é super comum na região; somente em 2023, 426 exemplares da espécie foram encontrados no litoral norte, segundo Instituto Argonauta

Instituto ArgonautaPinguim-de-magalhães
Mais de 3 mil animais já passaram pelo instituto Argonauta

O litoral norte de São Paulo, incluindo a cidade de Ubatuba, tem experenciado uma verdadeira onda de pinguins-de-magalhães. Desde maio deste ano, 43 animais juvenis da espécie foram localizados na região, sendo que, 19 estavam mortos e 24 resgatados vivos, e 11 deles seguem em processo de reabilitação na Unidade de Estabilização de São Sebastião e no Centro de Reabilitação e Despetrolização de Ubatuba.  Os dados são do Instituto Argonauta para Conservação Costeira e Marinha, que faz um pedido para as pessoas que em caso de encontrarem um pinguim na praia, acione imediatamente o resgate por meio do telefone 0800 642 3341, que é o contato do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS).

O aparecimento dos pinguins-de-magalhães no litoral norte é super comum entre estes meses, conforme o instituto, que também informa que a espécie migra todos os anos durante o outono-inverno, já que saem das águas frias da Patagônia Argentina em busca de alimentos e correntes mais quentes no sudeste brasileiro. Alguns, infelizmente, acabam se machucando ou contraindo doenças ao longo desta jornada de mais de 8 mil quilômetros, incluisve, os mais jovens acabam se perdendo do bando na corrente marítima e por isso chegam às praias do norte paulista.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

“Essa chegada nem sempre é tranquila (…) Muitos chegam debilitados, exaustos, desnutridos e com algumas doenças adquiridas no percurso”, diz o oceanólogo Hugo Gallo Neto, diretor do Aquário de Ubatuba e presidente do Instituto Argonauta.”Somando aos desafios ainda temos os impactos causados pelo ser humano, como as mudanças climáticas, a diminuição de alimentos disponíveis na natureza. Além disso, enfrentam também riscos como a poluição marinha e ingestão de lixo, contribuindo para a mortalidade de alguns desses animais, mesmo após o resgate”, afirma Gallo.

Somente em 2023, 426 pinguins foram localizados na região e destes 23 entre maio e julho do ano passado, número que mostra que muitos mais exemplares da espécie ainda devem aparecer este ano no litoral. Conforme a bióloga Carla Beatriz Barbosa, coordenadora regional do PMP-BS trecho 10, que atende a região. Na série histórica desde 1996, foram cerca de três mil pinguins resgatados.

O que fazer ao encontrar um pinguim?

As recomendações do Instituto Argonauta à população ao encontrar um pinguim é:

Não toque no animal e mantenha distância para evitar estresse ou ferimentos adicionais. Mesmo se tiver morto, não manuseie a carcaça;

Entre em contato imediatamente com o PMP-BS/Instituto Argonauta, ligando para o telefone 0800 642 3341

Proteja o pinguim. Se possível, improvise uma sombra e afaste animais domésticos para mantê-lo seguro até a chegada da equipe especializada.

*Com informações do Estadão Conteúdo





Fonte: Jovem Pan

Tagged:

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts