Presidente nega ter acusado diretor-presidente da Anvisa de corrupção | Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro negou nesta segunda-feira (10) ter acusado o diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, de corrupção.imagem11-01-2022-08-01-11

” Eu me surpreedi com a sua carta. Carta agressiva, não tinha nenhum motivo para isso. Eu falei o que estava por trás do que a Anvisa vem fazendo. Não acusei ninguém de corrupção. Por enquanto, não tenho nada a ver no tocante a isso aí “, disse. disse em entrevista à Rádio Jovem Pan, retransmitiu-se nas redes sociais do presidente.

Então Bolsonaro avaliou o trabalho da agência e comentou sobre Barra Torres ‘ nomeação para o cargo, no início do governo. 

” Eu acho que a Anvisa, eu acredito que o trabalho poderia ser diferente. Eu o nomeei lá. Após a nomeação, ele ganhou luz própria. Espero que ele receba direto na Anvisa. Mas não tivemos nenhum atrito a ponto de tal que ele falou que eu tinha que indicar qualquer indenação de corrupção, ” acrescentou. 

No sábado (8), Barra Torres divulgou uma nota em que nega a existência de interesses ocultos por trás da aprovação da vacinação das crianças de 5 a 11 contra o covid-19. No texto, ele pede retrair o presidente Jair Bolsonaro sobre discurso relacionado ao assunto.

A carta foi uma resposta a Jair Bolsonaro, que durante uma entrevista para uma rádio na semana passada, questionou o interesse da Anvisa com a aprovação da vacina da Pfizer contra o covid-19 para crianças nessa faixa etária. “Qual é o interesse da Anvisa por trás disso aí?”, questionou.

Na nota, Barra Torres disse que se o presidente tiver informações que indicam que a corrupção deve determinar a investigação policial. ” Agora, se você não possuir tais informações ou sugestões, exercite a grandeza que o seu post exige e, pelo Deus que você tanto cite, retrate-se a si mesmo. Nós estamos lutando contra o mesmo inimigo e ainda há muita guerra pela frente. Rever um discurso ou um ato errado não diminuirá você em nada. Muito pelo contrário, ” o diretor-presidente da Anvisa escreveu.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.