Pezão foi guarda-costas de chefe da Yakuza e viu mafioso decepando o dedo

[bmto id=”1″]https://www.youtube.com/watch?v=eqa0mQ6qk_I[/bmto]

Pezão trabalhou para a Yakuza durante nova anos e chegou a ser guarda-costas do chefe na cidade de Toyohashi. Brasileiro de Marília (SP), ele recebia propina de comerciantes e resolvia na porrada as tretas do escritório. Pezão não enfeita ou diminui as surras que comandava, admite que eram quase linchamentos. Ele abandonou a Yakuza porque corria o risco de ser deportado e ter que deixar para trás a mulher e os filhos.
_______

Futebol ao vivo de onde você estiver é com o UOL ESPORTE CLUBE. Não perca nada dos jogos da Champions League, da Copa do Nordeste, do Brasileirão e do Campeonato Italiano. Clique no link e saiba mais: https://bit.ly/3ss6z0o

#Yakuza #máfiajaponesa #Japão #Toyohashi

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.